7 Hacks para organizar as finanças pessoais

Tempo de leitura: 2 min

Escrito por izaiaslimareal
em 27 de janeiro de 2021

Você já deve estar acostumada com esse assunto na internet, muito falado nesse século, inclusive. Mas hoje eu vim abordar de uma forma diferente.

O que são as benditas finanças pessoais?

Finanças pessoais nada mais é do que a disciplina que estuda a aplicação de conceitos financeiros e empresariais nas decisões financeiras de uma pessoa ou de uma família. Basicamente, é fazer um detalhamento das suas fontes de renda e seus gastos para, só assim, saber pra onde o seu dinheiro está indo.

Existem vários aplicativos e planilhas que fazem muito bem esse trabalho para você e vamos falar sobre isso nos próximos artigos.

Agora que explicamos um pouquinho do que são finanças pessoais, vamos às 7 dicas matadoras para fazer sobrar mais “estalecas” na sua bolsa da Louis Vuitton (alô Luis Vitão, patrocina nóis).

  1. Viva abaixo de suas possibilidades. Eu costumo comer miojo ou atum enlatado para investir o dinheiro economizado. Você deve se privar do que você quer agora, para então poder aplicar na sua jornada à sua independência.
  2. Construa uma máquina. Um típico milionário tem, pelo menos, 7 fontes de renda. Você não pode se tornar rico só com o seu trabalho ou negócio. É preciso criar outras fontes de renda em que você converte R$10k de propaganda em R$100k de retorno.
  3. Dívida boa x dívida ruim. Dívida ruim é a que você perde dinheiro, como cartões de crédito ou despesas exageradas com “lazer”. Dívida boa é a que gera mais dinheiro do que você gasta em juros. Exemplo: Se você compra um imóvel pegando um empréstimo e recebe o valor do aluguel maior do que os pagamentos do empréstimo.
  4. Guarde pelo menos 10% todo mês. Pessoas que não tem dinheiro guardado estão a um passo de cair num precipício de dívidas. Elas podem perder o emprego ou sofrer um acidente que requeira despesas médicas, e terão que recorrer aos empréstimos de juros altos. Não seja uma dessas pessoas. Obrigado, de nada!
  5. Invista dinheiro em você. Algumas pessoas pensam que são espertas por não comprar um curso (válido), mas na verdade essa é uma decisão bastante burra. O único lugar em que você deve gastar sem medo é no autodesenvolvimento. Porque, sem ele, sua renda não vai aumentar.
  6. Compras planejadas. Você pode se presentear com aquelas “brusinha” ou com aquele milkshake de ovomaltine do Bob’s (deu vontade) , mas o real inimigo são as compras por impulso. Você faz a encomenda apenas para descobrir, depois que chegar, que não precisava dela tanto assim. É por isso que, quando você quer algo, será bem melhor se tiver sido planejado. E, por último mas não menos importante…
  7. Amigos com poupança. Não jogue dinheiro fora com pessoas que esbanjam em restaurantes caros ou bens inúteis. Você precisa ter amigos que partilhem dos mesmos valores econômicos que você. Lembre-se: quando gente pobre faz piada das suas escolhas financeiras, você sabe que está no caminho para a riqueza.

Se vocês gostaram do artigo, cliquem em “curtir” e deixe seu comentário.
Se você é nova por aqui e não conhecia o blog ainda, se inscreve na nossa newsletter para acompanhar aos próximos artigos que vêm por aí!
Um grande beijo, fiquem com Deus e até o próximo artigo!

Fonte

Obrigado por apoiar o Blog Darminina

Você vai gostar também:

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe seu comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Seja o primeiro a comentar!

JUNTE-SE Á NOSSA LISTA DE SUBSCRITORES

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade